Desde setembro de 2011, a empresa lusitana Displax está comercializando uma película que transforma qualquer superfície em uma tela touch screen. O conceito foi trabalhado durante três anos e, somente depois de muitos testes, a companhia foi capaz de oferecer para as empresas a tecnologia, patenteada no mundo todo.

Segundo Miguel Fontes, presidente da companhia, o funcionamento do Skin Multitouch é bem simples. Basta grudá-lo na superfície e conectar o dispositivo em questão, por meio de um cabo USB, a um computador, que rodará um software específico. A partir daí, a película reconhece até seis toques simultâneos e reproduz esses contatos à tela. A película possui 100 microns de espessura, podendo chegar a 2,5 x 1,5 metros.

“O Skin vem em um rolo, que deve ser desembalado na hora da instalação e possui duas versões: uma permanente e outra que pode ser recolocada até cinco vezes”, explica Miguel. “A película para uma TV de 42 polegadas sai em torno de US$ 1 mil. O software suporta Windows e Ubuntu, mas, em breve, terá versão para Mac também”, completa.

A companhia, que possui 45 funcionários em sua fábrica e escritório em Braga – o Vale do Silício de Portugal -, já vendeu o produto para os cinco continentes, inclusive para o Brasil. “Vendemos para empresas tipo Samsung, LG e companhias que fazem integração de sistemas audiovisuais. No momento estamos até duplicando a fábrica para atender toda a demanda”, conclui.

Apesar da tecnologia 100% portuguesa ser patenteada, existem outras técnicas sendo desenvolvidas para transformar qualquer superfície em telas touchscreen. Nos Estados Unidos, pesquisadores da Microsoft Research e da Universidade Carnegie Mellon desenvolveram um aparelho de projeção que transforma um simples bloco de papel, ou até mesmo braços, pernas e mãos humanas em telas sensíveis ao toque.

Chamado de OmniTouch, o sistema usa uma câmera com sensor de profundidade, semelhante ao Kinect da Microsoft, para sobrepor teclados, menus e outros objetos que estejam por perto. O projetor, que fica por cima dos ombros do usuário, é capaz de sentir onde a imagem está sendo exibida e ajusta seu tamanho automaticamente. Uma vez projetados, os dados podem ser controlados por aplicações interativas.

Já em Taiwan, o Instituto de Pesquisa Tecnológica Industrial (ITRI, na sigla em inglês) apresentou um dispositivo formado por dois sensores que também transforma qualquer superfície em uma tela touchscreen. Os sensores são instalados no topo e na parte de baixo da tela, e detectam onde o dedo do usuário está. Essa tecnologia também consegue captar múltiplos toques e gestos, permitindo realizar o “efeito pinça”, como no iPhone.

Embora ambos os sistemas sejam bastante criativos e já estejam em fases de testes, nenhum deles está sendo comercializado ainda.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Contador de Visitas

curiosidades do mundo, noticias Curiosas, fotos curiosas, videos incriveis, sobrenatural, videos engraçados, super interessante, pegadinhas, mistérios