Autoridades espaciais russas confirmaram traços de plâncton e outros micro-organismos que vivem no exterior da Estação Espacial Internacional, e parece que eles estiveram lá por algum tempo.

Os cosmonautas Olek Artemyez e Alexander Skvortsov fizeram a descoberta durante uma caminhada espacial de rotina em torno da Estação Espacial Internacional (EEI), onde eles coletaram amostras da superfície da estação, de acordo com a agência de notícias russa ITAR-TASS.

Exames posteriores com equipamentos de alta tecnologia revelaram que as amostras continham organismos microscópicos, a equipe ainda afirmou que o plâncton não foi levado ao espaço durante o lançamento.

“Plânctons nestes estágios de desenvolvimento podem ser encontrados na superfície dos oceanos”, disse o chefe da missão Vladimir Solovyev. “Eles não são típicos de Baikonur (o local da decolagem no Cazaquistão)”, completou.

“Isso significa que há algumas correntes de ar edificantes que chegam à estação e se instalam em sua superfície.”

Os organismos foram capazes de sobreviver no vácuo do espaço, apesar da gravidade zero, as temperaturas de congelamento, falta de oxigênio e radiação cósmica.

Solovyev chamou a descoberta de “absolutamente única”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Contador de Visitas

curiosidades do mundo, noticias Curiosas, fotos curiosas, videos incriveis, sobrenatural, videos engraçados, super interessante, pegadinhas, mistérios