Besouros são trasnformados em jóias vivas no México

Postado por Samuel em 23 de Abril de 2012



A moda dos broches de insetos está desde 1980, e inclusive já foi denunciada por ativistas no passado. Tudo é parte de uma tradição secular de decoração Maia de besouros sem asas da Península de Yucatán. Os insetos são dóceis e inofensivos, escolha perfeita para as jóias vivas. Cada inseto tem um pino de segurança decorativo ligado a ele com fita de 2cm de comprimento. O processo parece meio cruel, as gemas e ouro são colados no corpo do besouro. Depois de preso à roupa os besouros podem até passear mais não fugir.



Por trás dos broches há uma lenda Maia que diz que quando não era permitido que uma princesa Maia casasse com seu amor, ela parava de comer e beber completamente. Um curandeiro vendo sua situação transformou-a em um besouro Maquech para que assim ela pudesse passar o resto de sua vida como um broche lindo no peito de seu amante perto do coração.

Pra quem por acaso gostou da história e ficou interessado em ter um desses terá que se mudar completamente para o México, isso mesmo, pois não é permitido sair do país com as jóias vivas. Quem tentar terá que se resolver com a policia e pagar um multa de quase 900 reais.

Os Beetles Maquech como são conhecidos, se devidamente cuidados podem durar até 4 anos. A tendência de usar essas peças únicas de jóias se torna cada vez mais popular no México, apesar da moda não poder ser passada de geração em geração.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Contador de Visitas

curiosidades do mundo, noticias Curiosas, fotos curiosas, videos incriveis, sobrenatural, videos engraçados, super interessante, pegadinhas, mistérios