9 tecnologias que foram banidas por governos

Postado por Rudney em 4 de dezembro de 2012




Confira o top das 9 tecnologias proibidas e que de alguma forma afetou significativamente a forma como o mundo funciona. Aqui vai!

9-Aplicativos da Apple Sexy


Em fevereiro de 2010, a Apple proibiu formalmente aplicativos que foram considerados muito grosseiros e lascivos de sua loja iTunes. Entre as aplicações consideradas fora dos limites foi o iBoobs, que permitia aos usuários ter peitos balançando no sentido que quisesse em seus aparelhos. Técnicos acharam que a Apple estava fugindo da regulação do seu mercado.

Veja como funciona o aplicativo:

8-Google Street View


A tecnologia está avançando em um ritmo enorme sem dúvida, a disponibilização de mapas de ruas em um único aplicativo teria sido uma enorme melhoria em sistemas de GPS e tecnologias relacionadas, mas, devido a questões de privacidade relacionadas, em maio de 2009 os governos da Grécia, República Tcheca e da Áustria proibiram o Google de incluir em suas imagens ruas e carros dos países.

7-Maratonas com músicas


Imagine-se em uma maratona sem ouvir música. No ano de 2007, EUA Track & Field, o órgão de execução e corrida a pé, proibiu fones de ouvido e leitores de áudio portáteis em suas corridas oficiais. A medida foi feita para a segurança dos corredores.

6-Israel proíbe o iPad


Israel é o lar de algumas das tecnologias mais avançadas do mundo, mas em abril de 2010, Tel Aviv (segunda maior cidade de Israel e por vezes referida como capital funcional do país) proibiu o uso do iPad em solo israelense. Durante a promulgação da lei, o desembarque de passageiros no país com o aparelho foi barrado, os dispositivos eram reclusos e seus donos teriam que pagar R$ 12 por taxa de armazenamento dia. Autoridades do Estado alegaram que as funções Wi-Fi do iPad compatíveis com as normas dos EUA, não eram de acordo com os padrões de wireless de Israel, e, portanto, representava um perigo potencial para frequências militares do país – uma afirmação com prova modesta. A proibição foi suspensa em 25 de abril.

5-Napster é proibido em universidades dos EUA


Trinta e quatro por cento das faculdades e universidades americanas proibiram o site de troca de música Napster, que enfrenta na justiça americana acusações de pirataria fonográfica. O Napster permite a troca gratuita de arquivos de música em formato MP3 pela Internet. O site luta legalmente para impedir seu fechamento provisório, preparando argumentos que deverão ser apresentados antes do início de um julgamento final por violação de direitos autorais.

4-Ponteiros laser


Você já deve ter notado um professor universitário dar aulas de PowerPoint usando o ponteiro laser para enfatizar algo que exigiu maior atenção. Você pode te-lo em seu chaveiro e confundir o seu chefe em uma reunião de orçamento. Você pode ainda usá-lo para afastar ursos ao acampar. Ou você pode disparar o laser no olho de um goleiro de futebol durante uma cobrança de pênalti, foi por esses motivos que em 2008 a Austrália e a maior parte da Europa proibiram o uso de ponteiros laser, os países declararam que não viram usos necessários do produto para a população.

3-O Grande Firewall da China


“A China tem o maior número de viciados em Internet, e sua liderança sabe muito bem o poder da web. Um documento do governo em junho, elogiou a Internet como “uma cristalização de toda a sabedoria humana”, mas, ao falar em típico Pequim, lembrou ao mundo que “dentro do território chinês, a Internet está sob a jurisdição da soberania chinesa. A soberania de Internet da China deve ser respeitada e protegida”. O que faz alusão ao vasto conjunto muitas vezes misterioso de blocos e proibições que o governo autoritário impõe. O sistema de censura chinês emprega diversas tecnologias diferentes para tentar impedir que internautas do país acessem conteúdos ou sites não aprovados pelo governo. O conjunto de ferramentas utilizado recebe o nome de “Escudo Dourado” e é popularmente chamado de “O Grande Firewall da China”, em alusão à “Grande Muralha” do país.

2-Facebook é impedido no Paquistão


O Islã é uma das religiões mais importantes do mundo e ao longo dos últimos anos, muitas comunidades religiosas têm tentado barrar o divertimento da comunidade muçulmana via Facebook, devido ao qual o Facebook foi proibido (temporariamente) em conformidade com as ordens do mais alto tribunal do país.

1-Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita proíbem o BlackBerry


Os Emirados Árabes Unidos bloqueou o envio de e-mails, o acesso à internet, e entrega de mensagens instantâneas entre usuários do Blackberry em 2010. Arábia Saudita seguiu o exemplo. Ambas as nações estavam descontentes por serem incapazes de monitorar tais comunicações. Isto, porque os aparelhos Blackberry enviam automaticamente dados criptografados para servidores fora dos dois países. Abdulrahman Mazi, membro da diretoria da estatal Saudi Telecom, admitiu que a decisão se destina a exercer pressão sobre o fabricante canadense Blackberry, Research in Motion (RIM), a liberar dados das comunicações dos usuários “quando necessário”. A Reguladora de telecomunicações dos Emirados Árabes Unidos, a TRA, afirmou que a falta de cumprimento das leis locais levantou preocupações de segurança judiciais, sociais e nacionais.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Contador de Visitas

curiosidades do mundo, noticias Curiosas, fotos curiosas, videos incriveis, sobrenatural, videos engraçados, super interessante, pegadinhas, mistérios