Crenças, superstições e suas origens curiosas

Postado por Rudney em 7 de dezembro de 2012



Você já parou para pensar de onde saíram tantas crenças e superstições? Se você acredita e quer saber de onde surgiram algumas das mais conhecidas mandingas populares, confira o texto abaixo:

Espelhos



Os temidos 7 anos de azar. Tudo começou logo no surgimento dos espelhos, eles eram consideradas objetos de bruxaria capazes de capturar almas. Além disso, acreditava-se que os espelhos podiam controlar o futuro das pessoas e quando um se rompia sozinho significava que a morte estava por perto, está aí a explicação de que quebrar um espelho pode trazer 7 anos de azar, mas não se preocupe para escapar da maldição é só enterrar ou queimar a peça.

Gato preto



As superstições com gato surgiram na idade média, as mulheres que criavam esses bichinhos de estimação eram consideradas bruxas e que podiam até se transformar em um deles. Foi assim que nasceu a crença de que quando um gato preto passa em sua frente, traz azar. Outras lendas circulam em volta dos felinos, como a de que eles podem tirar o fôlego de bebês, que o número de gatos que uma mulher possui, está relacionado com o tempo em que ela ficará solteira, …

Fotografias



No começo do século 19, quando foi inventada a fotografia, acreditava-se que elas além de roubar as almas das pessoas das fotos, ainda podiam ser usadas por bruxos que naquela época usavam bonecos para fazer seus feitiços e com as fotografias que são bem mais reais as maldições teriam um poder maior.

Maçã na tina de água



A famosa brincadeira das festas juninas de pegar com a boca maçãs mergulhadas em uma bacia com água, nasceu na época dos celtas, quando eles comemoravam a colheita da maçã, no dia 31 de outubro.

Os celtas achavam que nessa época quem vencesse um tradicional desafio de pegar maçãs na água, poderia atravessar a linha que separa nosso mundo do mudo mágico. Da próxima vez que brincar assim, já sabe onde pode parar.

Sal



O sal por muito tempo foi considerado objeto de luxo, raridade preciosíssima usada como moeda de troca e que tinha o poder de até destruir impérios. Seu desperdício era inaceitável e os mais desastrados poderiam perder a vida.

Jogar um punhado de sal sobre o ombro esquerdo poderia custar um grave castigo, contudo essa prática era relaciona com espantar demônios, que ficavam cochichando maldades em nosso ouvido esquerdo.




Contador de Visitas

curiosidades do mundo, noticias Curiosas, fotos curiosas, videos incriveis, sobrenatural, videos engraçados, super interessante, pegadinhas, mistérios